O poder de Deus sobre as trevas

O livro de Êxodo traz uma série de ações que nos ensinam sobre a atuação das trevas: matar, roubar, destruir e aprisionar. Na saga de Moisés, inspirado por Deus, para libertar o Seu povo, vemos a ação maligna se opondo aos propósitos do Todo-Poderoso por meio da vida de Faraó.

Moisés, chamado por Deus, vai pedir a Faraó para deixar o povo celebrar uma festa no deserto (Êx 5.1). “Responde Faraó: Quem é o SENHOR para que lhe ouça eu a voz e deixe ir a Israel? Não conheço o SENHOR, nem tampouco deixarei ir a Israel” (Êx 5.2). Portanto:1. Satanás mente tentando mostrar aos eleitos que Deus não tem autoridade sobre ele

Satanás aumenta seu ataque e opressão aos eleitos quando estão sob a direção de Deus

Naquele mesmo dia, pois, deu ordem Faraó aos superintendentes do povo e aos seus capatazes, dizendo:… Agrave-se o serviço sobre esses homens, para que neles se apliquem e não dêem ouvidos a palavras mentirosas” (Êx 5.6 e 9).

Satanás tenta confundir os eleitos imitando parcialmente o poder Deus

Os encantadores egípcios imitaram o poder de Deus tanto na transformação do bordão em serpentes(Êx 7.11) quanto nas duas primeiras pragas: as águas tornarem-se em sangue (Êx 7.22) e a das rãs (Êx 8.7).

Satanás deseja que os eleitos de Deus sirvam ao Senhor sem sair do Egito

“Chamou Faraó a Moisés e a Arão e disse: Ide, oferecei sacrifícios ao vosso Deus nesta terra” (Êx 8.25- grifo meu). Faraó queria que o povo servisse a Deus no cativeiro. O Egito é o símbolo da escravidão do pecado que domina este mundo caído.

Satanás deseja que os eleitos de Deus sirvam ao Senhor bem próximo dele

À medida que o reino das trevas vai perdendo as batalhas vai recuando, mas sempre com o objetivo de permanecer ao derredor rugindo como leão (1 Pe 5.8)… Isto porque a ordem de Deus era “… ir a caminho de três dias ao deserto…” (Êx 8.27). A proposta de Faraó é: “pode levar o povo para servir a Deus, mas não vá muito longe” (Êx 8.28).

Satanás deseja que os eleitos de Deus deixem o que têm de mais precioso

Faraó tenta fazer com que somente os homens fossem servir ao SENHOR (Êx 10.11), não obstante Moisés tivesse dito que todos deveriam ir (Êx 10.9). O diabo é especialista em facção e dissensão (Mt 12.25), em tentar destruir famílias e igrejas.

Satanás anseia que os eleitos de Deus fiquem enredados com as finanças

Faraó chama a Moisés e lhe diz: “Ide, servi ao SENHOR. Fiquem somente os vossos rebanhos e vosso gado; as vossas crianças irão também convosco” (Êx 10.25). Porém, Moisés contesta: “E também os nossos rebanhos irão conosco, nem uma unha ficará; porque deles havemos de tomar, para servir ao SENHOR, nosso Deus” (Êx 10.26 – grifo meu).

Satanás, mesmo sabendo que é derrotado, se levanta contra os eleitos de Deus

Por fim, o SENHOR, com braço forte e destra fiel, liberta os Seus eleitos do cativeiro mostrando sua glória a Faraó, a todo o povo do Egito e a todas as nações da terra. Contudo, mais uma vez há um levante: “E aprontou Faraó o seu carro e tomou consigo o seu povo ” (Êx 14.6-7).

Deus, na sua eterna fidelidade e poder, mais uma vez livra o povo das ciladas satânicas. Assim, podemos ver algumas estratégias de Satanás para tentar aprisionar os eleitos de Deus, mas o SENHOR nos delega autoridade e capacitação para derrotarmos, em Cristo Jesus, “porque as armas da nossa milícia não são carnais, e sim poderosas em Deus, para destruir fortalezas, anulando os sofismas” (2 Co 10.4).

Pastor Hélder Rodrigues

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>