Direção do Evangélico admite erro em morte de paciente

Imagem : Opresente.com..br

A direção do Hospital Universitário Evangélico de Curitiba admitiu que um erro médico pode ter causado a morte do paciente João Carlos Siqueira Rodrigues. Ele faleceu no dia 28 de agosto, aos 38 anos, em decorrência de problemas respiratórios.

Segundo nota oficial divulgada na manhã desta sexta-feira (5), o relatório final da sindicância apontou um ato falho de um profissional da equipe do hospital, que teria desligado o aparelho respirador.

Rodrigues sofria de uma doença degenerativa, mas apresentava um quadro de saúde estável. Nos quatro anos e quatro meses em que ficou internado, ele casou e escreveu, com a ajuda de uma enfermeira, o livro “O Caçador de Lembranças”, sobre a sua luta contra a doença. 

“Segundo o relatório final da sindicância, houve um ato falho de um profissional que acabou abreviando a morte do paciente em 28 de agosto, após quatro anos e quatro meses de internamento. O referido profissional, que já estava afastado de suas funções desde a instauração da sindicância, foi desligado do quadro de funcionários do hospital. A direção lamenta o erro humano e ratifica sua solidariedade e integral apoio à família”, diz a nota.

Fonte: Bondenews.

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>