Free Hosting

Free Web Hosting with PHP, MySQL, Apache, FTP and more.
Get your Free SubDOMAIN you.6te.net or you.eu5.org or...
Create your account NOW at http://www.freewebhostingarea.com.

Cheap Domains

Cheap Domains
starting at $2.99/year

check

Dilma vai ao Peru para reunião de países sul-americanos e árabes

Foto –> Montagem do Jornaldachapada.com.br

A presidente Dilma Rousseff embarca na noite desta segunda-feira (1º) para Lima, no Peru, onde participará da 3ª Cúpula de Chefes de Estado e de Governo América do Sul–Países Árabes (Aspa).

Será a primeira vez que Dilma participará do encontro como presidente e a primeira reunião dos países desde o início das revoltas árabes, manifestações em diversos países por democracia e liberdade.

A última reunião foi realizada em Doha em março de 2009, com a participação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, quando acrise financeira internacional foi o foco dos debates. A primeira edição do encontro foi realizada no Brasil em 2005.

A Aspa é formada por 12 países sul-americanos – Argentina, Bolívia, Brasil, Chile, Colômbia, Equador, Guiana, Paraguai, Peru, Suriname, Uruguai e Venezuela – mais 22 árabes –  Arábia Saudita, Argélia, Bareine, Catar, Comores, Djibuti, Egito, Emirados Árabes Unidos, Iêmen, Iraque, Jordânia, Kuaite, Líbano, Líbia, Marrocos, Mauritânia, Omã, Palestina, Síria, Somália, Sudão e Tunísia. Paraguai e Síria estão suspensos.

Ao final do encontro, os países devem divulgar um documento conjunto, no qual devem condenar a onda de violência na Síria após as manifestações populares. Os líderes devem condenar ainda a violência em razão da reação a um filme contra Maomé, produzido nos Estados Unidos. Representações diplomáticas norte-americanas foram atacadas por grupos muçulmanos.

Em discurso na Organização das Nações Unidas (ONU), a presidente Dilma Rouusseff arrancou aplausos ao afirmar que repudia o que classificou de “preconceito islamofóbico”.

“Registro neste plenário nosso mais veemente repúdio à escalada do preconceito islamofóbico em países ocidentais. […] Com a mesma veemência, repudiamos os atos de terrorismo que vitimaram diplomatas americanos na Líbia”, disse a presidente.

A Aspa pretende aprofundar as relações entre os países sul-americanos e árabes. As comunidades de origem árabe têm uma forte inserção e influência nos países da América Latina – a presença é mais forte no Brasil e na Argentina.

Com mais de 12 milhões de pessoas de origem árabe especialmente sírios e libaneses – o Brasil é o segundo maior destino mundial dos investimentos árabes, atrás apenas da Grã Bretanha.

(*) Com informações da France Presse e da Agência Brasil via G1

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>